Treze Tílias

(durante a Guerra Treze Tílias chama se "Papuan")

Fonte:

Treze Tílias foi fundada no dia 13 de outubro de 1933 pelo ex-ministro da agricultura da Áustria Andreas Thaler em um momento aquele país buscava soluções para minimizar o sofrimento de sua população que estava em meio a uma crise generalizada.

 

A imigração aconteceu principalmente entre os anos de 1933 e 1937, com pessoas vindas em sua maioria dos estados do Tirol, Vorarlberg e Alta Áustria (Oberösterreich). A colônia recebeu também pessoas de outros estados da Áustria e ainda austríacos do Tirol do Sul (Südtirol), região que pertenceu a Áustria entre 1363 e 1918 e que após a 1º Guerra Mundial foi anexada ao território italiano.

 

A cultura sempre foi um ponto de destaque na colonização, que teve a fundação da Banda dos Tiroleses ainda no primeiro navio de imigração, a arte da escultura e o canto já presentes no primeiro natal na nova pátria e com o passar dos anos, novos grupos foram se formando com o intuito de preservar a identidade de Treze Tílias, que é hoje conhecida nacionalmente como “O Tirol Brasileiro”.

 

Além da cultura austríaca, Treze Tílias recebeu descendentes de alemães (principalmente do Hundsrück e Westfalen) de italianos (principalmente de Vêneto e Lombardia), fazendo com que a cultura europeia seja muito influente na cidade e região.

mais  informações  sobre Treze Tílias

em português

em alemão

Imigrantes

Pioneiras de Treze Tílias

Sofie Kandler e Irene Baingo

Sofie e Irene

Imigrantes do Treze Tílias

Romance "Dreizehnlinden"

Der Name "Treze Tíilias" stammt vom

gleichnamigen Roman

"Dreizehnlinden"

vonFriedrich Wilhelm Weber

25. Dezember 1813 in Alhausen (D)

† 5. April 1894 in Nieheim (D)

Hoje esta o "Kandlerhof" uma 

Pizaria chama se "Bierwein"

Bericht von

Dr. Ursula Prutsch
Institut für Geschichte der Universität Wien